Compreensão de ar!

Você sabia que a compressão do ar quente pode reduzir a temperatura ambiente em mais de 12ºC? Solução eficiente. Esta é a ideia do ar condicionado que utiliza zero energia elétrica e muita sobra de garrafa de plástico. Fica a dica para as empresas criadoras de condicionadores de ar que também usam plásticos: criar um sistema de ar condicionado baseado neste princípio de gestão de fluxo e compressão de ar quente. Será que o produtor já pensou nisso? Não sei, mas o vendedor, ciente disso, pode até cantar: "quanto mais quente, mais gente, mais ação de ofertar. De fornecer ao cliente, ar condicionado inteligente, pro ambiente melhorar". O custo para compradores de condicionados de ar tradicionai

A moda da vez, a moda fez!

A moda agora é estar fora de moda. Foi-se o tempo em que ter uma roupa diferente fazia as pessoas se sentirem diferentes. É, acabou o exibicionismo! Os panos chiques de hoje viraram os retalhos de ontem. Pelo menos, é o que enxergam as grandes empresas da moda. Acontece que as lojas varejistas tradicionais de moda estão enfrentando muita queda de vendas nos últimos tempos. Elas estão preocupadas ao verem suas roupas ficando picotadas pelo mercado nos tons de sépia. Pode parecer deselegante, mas a realidade é que o comportamento dos jovens mudou. Eles não estão mais querendo a roupa do momento. É, acabou mesmo! Eles querem a nova moda. A função da roupa mudou. A moda agora é ter muita roupa

Os contadores na rota do tubarão!

A natureza vale alguma coisa? Tente viver sem roupas, durma a céu aberto, não coma comida e não observe as belezas naturais. Consegue fazer isso? Se não consegue, então a natureza possui valor. E o valor é atribuído pelo ser humano, contudo nem tudo que a natureza fornece ganha o valor das pessoas. Mas outras coisas ganham custos. Consultores de negócios ambientais e sustentáveis querem pôr valor à aquilo que não deram valor antes. Eles querem forçar empresários a realizarem balanços de impactos econômicos para perceber custos, ensinando eles a gerir recursos naturais. Parece válido. A contabilidade dos elementos naturais tem criado expectativas de adoção das melhores práticas, que ninguém s

O enigma do XBRL para contadores, empresários e computadores!

Vou falar quatro letras: XBRL. Calma, este não é o próximo imposto de renda moderno do Brasil. Não é um anagrama, nem a sigla de um novo partido. Ainda que pareça cabalístico e coisa de político. Também não é a sobra da sopa de letrinhas que os contadores de custos deixaram aos empresários, embora cabível como o novo ingrediente da produtividade no meio corporativo brasileiro. Este mistério pode até ser uma novidade para você, mas para o resto do globo não é. Qual é a deste enigma então? Se você nunca soube deste enigma, aqui lá vai o nome completo dele: eXtensible Business Reporting Language. Agora você já sabe, mas continua sem entender. Não busque entender, caso não seja empresário. Não b

Tal como padeiro, tal como contador!

Até meados da década de 1980, padeiro e contador eram profissionais potencialmente confundíveis. Amassar pão usando uma máquina qualquer e prensar a contabilidade do dia-a-dia usando uma prensa eram quase a mesma coisa. Nisto, ser demitido do escritório contábil para virar padeiro ou deixar de vender pão para ser contador não era um problema, pois a linha de experiência no currículo de ambas as atividades podia ser considerada a mesma: fazer a mesma coisa todos os dias. Você podia até pensar que se a venda de pão não desse certo, prensar a contabilidade viraria sua rotina. Bem, os tempos mudaram e rápido. A prensa ficou de lado. O contador virou um ser prensado que pensa. O contador ainda pr

A variedade varia na linha de montagem!

Os robôs de fábricas sempre foram famosos por trabalharem certinhos, não comerem comida e não dormirem enquanto trabalham. A indústria de automóveis amou isso. Ela implantou os homens robóticos e viu sua produtividade aumentar rapidamente, na mesma velocidade de um braço mecânico. Por mais que um braço mecânico possa colocar com precisão muitos tipos de peças, há uma coisa que as máquinas não conseguem fazer: colocar peças ou componentes personalizados. É neste ponto que entra o ser humano na história. A indústria ainda não dispensou os empregados que dormem, comem e trabalham com falhas. Pelo contrário, mais seres humanos estão sendo colocados a conviverem com robôs. Isto se deve ao fato de

O que você vai ser? Especialista?!

​Há um tempo não muito distante, você e eu, crianças, já dissemos um dia: "-quando eu crescer eu quero ser como... Quero ser médico! Não! Quero ser doutor! Não! Quero ser professor! Não! Quero ser ESPECIALISTA!" Vira e mexi, conforme as notícias saem, a gente houve coisas mais ou menos assim: "..., disseram os especialistas". Parece que ser especialista é uma coisa importante, pois sai até em jornal. Às vezes, quando não é a vez dos especialistas, a notícia sai assim: "...segundo os analistas". Quando as analistas aparecem, os especialistas perdem a vez. Eu quando vejo notícias assim, fico na dúvida se os especialistas são especialistas mesmo ou se são generalistas especiais. Isto porque iss

Os crescimentos com carrinhos!

"Crescer, crescer, crescer e crescer com carrinhos" Esta frase pode servir de lema para as empresas do "mercado de mercado" que gostam que os clientes sempre encham os carrinhos com muitos produtos e guloseimas, ao passo em que esvaziam os bolsos. Empresas como Walmart estimam crescer, crescer, crescer de 3% a 4% ao ano nos próximos 3 anos em vendas líquidas. Mas, acredite! Isto é uma previsão péssima! Ao final de Janeiro de 2016, cerca de 269 de lojas foram fechadas e milhares de funcionários demitidos. Sim, os funcionários voltaram para casa, e pior, sem poderem voltar ao mercado que eles trabalhavam para encher o carrinho. Você pode pensar: "então o jeito é partir para concorrência". Será

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

© Eric Ferreira  - eric_ferreira_net@hotmail.com

  • Facebook
  • Twitter
  • Branca ícone do YouTube